O que procuramos nos outros?

“Dê” mas não permita que te usem, “Ame” mas não permita que abusem do seu coração, “Confie” mas não seja ingénuo, “Escute” mas não perca sua voz! “

Sofia Vieira Martins

relacionamentos

Os outros fazem-nos falta. São importantes sim, porque nos podem ajudar ou impedir de crescer.

Se decidirmos criar um jardim maravilhoso e o regarmos com azeite, os resultados não serão com certeza os melhores. Mas se lhe dermos água boa e pura, podemos certamente contar com um jardim de sonho. Ou pelo menos, promissor.

Certamente reconhece este cenário. Resolvemos procurar um amigo ou familiar, alguém, para falar de algo que nos preocupa ou entristece e eis que ouvimos do outro lado qualquer coisa como: “Tu não te queixes. Tu, ao menos, tens isso. Agora eu….” Ou então “Deixa lá. Há quem esteja muito pior. Sabes o que aconteceu à pessoa X?”. E em muito pouco tempo, o nosso “problema” é reduzido a pó. Nesta autêntica competição de dores, acabamos invariavelmente por nos sentir frustrados, humilhados, egoístas, exagerados, depressivos. Até mesmo, imaturos. Juntamos então todos estes novos ingredientes…

View original post mais 371 palavras

Um pensamento sobre “O que procuramos nos outros?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s